Tags : História

A encarnação verde do fascismo

“Não é fácil discernir (…) o que os vários tipos de fascismo tinham em comum (…). A teoria não era o ponto forte de movimentos dedicados às inadequações da razão e do racionalismo e à superioridade do instinto e da vontade. Atraíram todo tipo de teóricos reacionários em países de vida intelectual conservadora ativa (…), […]Leia mais

Méritos e limites de Leonardo Padura

Resenha do livro O homem que amava os cachorros Leonardo Padura escreve de forma entusiasmada momentos decisivos do conturbado século XX, numa trama onde não se sabe muito bem onde terminam os fatos reais e se inicia a imaginação do autor. Três histórias correm em paralelo: a saga de León Trotsky e Natália Sedova em […]Leia mais

O 1968: um movimento internacional de revolta contra o sistema

Passaram-se 50 anos daquele que foi o grandioso movimento que durante anos sacudiu profundamente a estabilidade do regime de dezenas de Países em todo o mundo, mas até hoje não há uma leitura convincente e coerente do 1968 que possa ser considerada um patrimônio comum do movimento operário. Na verdade, somos obrigados a admitir com […]Leia mais

Caio Prado Júnior: sua obra, seus críticos, seus limites

As posições historiográficas do intelectual brasileiro Caio Prado Júnior1 certamente tiveram um impacto importante e são reivindicadas por um amplo setor, que vai do meio acadêmico a uma gama de intelectuais e militantes que se denominam “de esquerda”. No entanto, algumas questões merecem ser assinaladas: Qual foi sua principal contribuição e mérito? Até que ponto […]Leia mais