Tags : Lenin

A questão das mulheres: o marxismo e a luta contra

O governo Jair Bolsonaro – populista de extrema direita –, machista, racista e lgbtfóbico, reforça a importância das bandeiras democráticas de luta contra as opressões como parte da luta pelo socialismo. Ele se assemelha, nesse quesito, a outros governos de direita no mundo, os quais reivindica, como o de Donald Trump, nos EUA.i Ao mesmo […]Leia mais

A conciliação de classes

Uma abordagem política, simultaneamente conjuntural e estrutural, do Brasil, em 2018, exige a tematização do caráter do Estado na sociedade brasileira de classes. Sem isto, os xingamentos tomam o lugar das discussões em profundidade. Retornar a Lenin justifica-se assim. Para Lenin o Estado existe no antagonismo inconciliável entre as classes. Reler os escritos deste homem […]Leia mais

Rosa Luxemburgo não expressava uma concepção de partido diferente do

O stalinismo impôs à reconstrução histórica a ideia de uma Luxemburgo como portadora de uma concepção diferente de partido (espontaneísta, anticentralista). Isso era funcional para apresentar o bolchevismo como uma completa inovação (de Lenin… e Stalin). Foi o Comitê Executivo da Internacional stalinizada, em março de 1935, que cunhou o termo “luxemburguismo”. A mesma interpretação […]Leia mais

Os Bolcheviques e o Movimento Estudantil

Em artigo anterior, vimos como os bolcheviques pensavam a relação entre uma classe social e a juventude, particularmente o papel da juventude operária no interior do movimento operário. Já neste artigo, analisaremos mais especificamente a relação dos bolcheviques com o movimento estudantil, já que, como tratamos no referido  artigo, não há uma necessária identidade entre […]Leia mais

Os bolcheviques e a juventude

Há uma vasta literatura sobre a relação entre juventude e o marxismo revolucionário, a começar pelos bolcheviques. Como o peso da juventude cresce no curso do século XX, a reflexão sobre este tema ganha cada vez mais destaque nas elaborações da IV Internacional, do próprio Trotsky e de dirigentes trotskistas como Nahuel Moreno, Ernest Mandel […]Leia mais

A questão colonial e a Terceira Internacional

A elaboração de Marx e Engels deixaram pistas importantes para os marxistas trabalharem a questão nacional e colonial, ainda que não fosse uma concepção acabada do processo revolucionário mundial. Ficou uma extensiva análise da ocupação colonial pelo imperialismo nascente, como vimos anteriormente, ficou uma estratégia: “não pode ser livre um povo que oprime outro” e […]Leia mais

Democracia sem centralismo não tem nada a ver com o

A história do movimento operário revolucionário desde os dias da Iª Internacional é uma crônica ininterrupta de tentativas de grupos e tendências pequeno-burguesas, de todo tipo, de realizar ataques furiosos contra os “métodos organizativos” dos marxistas, para recompensar a si mesmos por suas debilidades teóricas e políticas. Sob o rótulo dos métodos organizativos eles incluem […]Leia mais