Antonio Rodrigues Belon

A crise permanece

Sem as tuas garras Sempre tão seguras Sem o teu fantasma Sem tua moldura Sem tuas escoras Sem o teu domínio Sem tuas esporas Sem o teu fascínio Começar de novo E contar comigo Vai valer a pena Já ter te esquecido Ivan Lins / Vitor Martins Vencer O inimigo invencível Negar Quando a regra […]Leia mais

À esquerda dos formalistas

Tem dias que a gente se sente Como quem partiu ou morreu A gente estancou de repente Ou foi o mundo então que cresceu A gente quer ter voz ativa No nosso destino mandar Mas eis que chega a roda-viva E carrega o destino pra lá Chico Buarque Roda Viva Direita e esquerda As metáforas […]Leia mais

A arte na sociedade de classes

A gente não quer só comida A gente quer bebida Diversão, balé A gente não quer só comida A gente quer a vida Como a vida quer (…) Você tem sede de quê? Você tem fome de quê? Arnaldo Antunes/Sérgio Brito/Marcelo Fromer Que cantam os poetas mais delirantes Que juram os profetas embriagados Que está […]Leia mais

A conciliação de classes

Uma abordagem política, simultaneamente conjuntural e estrutural, do Brasil, em 2018, exige a tematização do caráter do Estado na sociedade brasileira de classes. Sem isto, os xingamentos tomam o lugar das discussões em profundidade. Retornar a Lenin justifica-se assim. Para Lenin o Estado existe no antagonismo inconciliável entre as classes. Reler os escritos deste homem […]Leia mais